×

Liverpool adota o pragmatismo na decisão e premia temporada com a sexta Champions na história

por Rodrigo


Postado em 02 June 2019 as 14:02 Horas



A vitória por 2 a 0 do Liverpool sobre o Tottenham na grande final da Champions não foi um jogo dos sonhos. A partida entre os ingleses era vista com enorme expectativa e o que vimos foi o Liverpool pragmático e seguro na defesa para assegurar a conquista europeia e premiar o seu torcedor pela grande temporada feita.

 

A coroação do título vem também para Jürgen Klopp, que vinha de seis vice-campeonatos seguidos na carreira e a sina de eterno vice acabou. No entanto, precisamos destacar que a partida do Liverpool foi nada brilhante pelo que o time construiu ao longo da temporada.

 

Depois de duas semifinais épicas com viradas incríveis e com um futebol muito vistoso das equipes, era esperado um jogo melhor em Madri. No entanto, o polêmico pênalti logo nos primeiros segundos de partida, decretou um jogo modorrento em grande parte dele, principalmente no primeiro tempo.

 

Com Salah abrindo o placar logo no começo, o Liverpool deixou de querer a bola e partiu para um jogo pragmático para segurar o marcador. Com uma defesa muito bem postada, o Liverpool praticamente neutralizou o Tottenham, que ainda teve boas chances de gols no segundo tempo, mas Alisson foi muito bem quando precisou ser exigido.


Apesar da valentia do Tottenham, o Liverpool ainda conseguiu o segundo gol na parte final da partida após um vacilo defensivo dos Spurs, que o talismã Origi marcou para selar a conquista do título em uma das finais mais fracas no quesito técnico em comparação a outras decisões de Champions que ocorreram neste século.

 

Agora, grande curiosidade foi que o Liverpool conquistou a Champions perdendo em todos os quesitos estatísticos do jogo para o Tottenham. Os Spurs trocaram mais passes  (510 contra 272), tiveram mais posse de bola (65% contra 35%), além de ter mais finalizações certas (8 contra 3), mais finalizações que o rival (16 contra 14) e maior precisão no passe (80% contra 64%). Trata-se de algo raro de acontecer.

 

Foi o sexto título do Liverpool na história da Champions, agora sendo o terceiro clube com mais títulos, atrás do Milan (7 títulos) e Real Madrid (13 títulos).

Compartilhe:


Card image cap
Rodrigo
Editor

Quando você ouve que o futebol vai além do que se vê é porque existem pessoas como esse cara. Rodrigão é nosso Guardiola. Acorda, come, vive e respira futebol europeu. Com passagens pelo Grupo Bandeirantes, vem dele a maioria das matérias especiais que você lê por aqui. Ah! Os trocadilhos infames também.

INSTAGRAM (Siga-nos)

@sejacampeones