×

Ronaldinho Gaúcho: mais uma lenda do futebol que anuncia aposentadoria

por Redação


Postado em 17 January 2018 as 02:02 Horas



Na última terça-feira, mais um importante jogador da história pendurou as chuteiras. Ronaldinho Gaúcho, que já não vinha jogando profissionalmente há algum tempo, teve a sua aposentadoria anunciada por seu irmão e empresário Assis.

O brasileiro encantou o futebol mundial no meio da década passada, quando viveu a melhor fase de sua carreira vestindo a camisa do Barcelona e conquistou os mais importantes títulos do planeta.

PRIMEIROS CHUTES

Sua carreira começou no Grêmio. Em 1998, começou a ganhar seu espaço no time principal de maneira definitiva.

Seus dribles e os 75 gols em 145 jogos pelo tricolor, somadas às fintas, jogadas de efeito e dribles chamaram a atenção do PSG, primeiro clube europeu do craque. Se despediu do Grêmio tendo conquistado um Campeonato Gaúcho e uma Copa Sul, ambas em 1999.

DESAFIO NO VELHO CONTINENTE

Foi na França que Ronaldinho ganhou projeção no cenário europeu. Ficou pouco tempo no PSG, de 2001 a 2003,  mas conquistou a Copa Intertoto e marcou 25 gols em 77 partidas.

ENTRANDO PARA A ETERNIDADE

Da França, Ronaldinho foi para o Barcelona viver a melhor fase da carreira. Foi na Espanha que se tornou o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005.

Fez 249 jogos marcando 108 gols, chegou a ser aplaudido no Santiago Bernabeu em um Real Madrid x Barcelona, e conquistou diversos títulos. Entre os principais: Uma Champions League, dois Campeonatos Espanhóis e duas SuperCopas da Espanha.

BUSCANDO NOVOS ARES

À medida que o tempo passava, o futebol de Ronaldinho começava a cair, e ele saiu do Barcelona. Foi para outro gigante europeu: o Milan em  2008.

Na Itália, não repetiu o mesmo sucesso de anos de Barcelona, mas também deixou sua marca, marcando 29 gols em 116 jogos e conquistando um Campeonato Italiano.

A MAGIA ACABOU?

Longe de ser o Ronaldinho do começo dos anos 2000, o atleta voltou ao futebol brasileiro em 2011. Passou primeiro pelo Flamengo, onde conquistou o Carioca de 2011, mas em uma passagem sem muito brilho e cobrado pela torcida.

A VOLTA POR CIMA

Depois, foi ao Atlético-MG buscando dar a volta por cima. E conseguiu. Fez com que o Galo subisse de patamar no cenário sul-americano, sendo um dos protagonistas da conquista da Libertadores de 2013. Foram 88 jogos com a camisa do Atlético e 28 gols marcados. Além da Libertadores, conquistou o Campeonato Mineiro de 2013 e a Recopa Sul-Americana no ano seguinte.

UM FINAL SEM BRILHO

Já em ritmo de final de carreira, teve passagem por mais dois clubes. O Querétaro do México e o Fluminense, em 2014 e 2015. No clube mexicano, teve alguns bons momentos, conquistando a Copa El-Rancho em 2015, mas no Flu deixou a desejar e desde então não jogou mais profissionalmente.

SELEÇÃO BRASILEIRA

Pela seleção, Ronaldinho também marcou época. Conquistou diversos títulos. O mais importante foi a Copa do Mundo em 2002. Também foi campeão da Copa América em 1999 e da Copa das Confederações de 2005.

Compartilhe: