Barcelona cria criptomoeda, torcedores compram R$ 4 milhões em menos de dois minutos para participar de decisões em assuntos ligados ao clube

Os detentores de tokens BAR podem participar de pesquisas fechadas da comunidade do clube, além de ganhar prêmios exclusivos, como a chance de encontrar jogadores antes de um jogo.

O Barcelona não sentou e cruzou os braços quando percebeu que algumas fontes de entrada de dinheiro do clube fecharam.

O time, antenado nas principais tendências de mercado, viu nas criptomoedas uma oportunidade de agitar os torcedores e de muito certo.

Uma receita de R$6,69 milhões em menos de duas horas de venda está bom para você?

Foi isso o que o Barça conseguiu com o chamado "Barça Fans Token (BAR)", criado em parceria com a exchange Chiliz, que oferece tecnologia de criptomoedas e blockchain para a indústria do esporte.

Os fãs do Barcelona compraram R$ 4 milhões em MENOS DE DOIS MINUTOS!

A venda de tokens contou com a participação de mais de 4.000 fãs de 106 países, sendo que os principais compradores vieram da Turquia, Polônia, Japão, França, Espanha, Reino Unido e Itália.

Agora, o que o torcedor ganha ao comprar essa moeda virtual?

Eles terão a chance de participar de tomar decisões em uma variedade de assuntos ligados ao clube. O primeiro será a escolha do desenho para um novo mural que irá decorar o lendário vestiário do time. 

Até a chance de encontrar jogadores antes de um jogo faz parte do pacote de prêmios para quem adquiriu a moeda $BAR. 

O token BAR do Barça é apenas um dos inúmeros tokens esportivos manipulados pelas plataformas Chiliz e Socios. 

A Juventus lançou seu próprio fan token no final de 2019. 

Anteriormente, o PSG também fazia parceria com a Socios.com e lançou um ecossistema de token em 2018.