×
90 segundos de leitura

FInalíssima! Lyon e Barcelona se enfrentam na Champions League Feminina

por Tiê Leal


Postado em 18 May 2019 as 00:12 Horas



Duelo será neste sábado em Budapeste, na Hungria

 

Neste sábado o mundo irá conhecer a equipe vencedora da UEFA Champions League Feminina. De um lado um multi-campeão, o Lyon-FRA, com cinco conquistas e de outro o Barcelona-ESP, que nunca havia chegado tão longe na história do torneio que começou em 2002. 

E os números impressionantes das francesas não param por aí. Além de serem as atuais tri-campeãs, vão para a oitava final nos últimos 10 anos de disputa. Por outro lado, até a decisão deste final de semana nunca um time espanhol havia sequer se classificado para a final.

O Brasil terá uma representante relacionada para o jogo decisivo: Andressa Alves, camisa 10 do Barcelona e que jogou sete partidas na atual edição da Champions, marcando um gol. Convocada para o Mundial de seleções que vai ser disputado na França, a atacante tem revezado entre a titularidade e o banco de reservas no clube catalão e deve começar entre as suplentes no jogo deste sábado.

Paulistana, começou a jogar futebol com os meninos no bairro Parada de Taipas, na zona norte da capital paulista e está no Barcelona desde 2016. Andressa, em entrevista ao portal ESPN W, reconheceu a força do Lyon no futebol feminino e acredita que as francesas são as favoritas para levar o torneio, ressaltando que o Barça precisa fazer um grande jogo para levar a taça:

- Com certeza elas entram como favoritas, mas a gente espera fazer um grande jogo, errar o menos possível e ser muito eficientes no ataque para tentar este título histórico pro clube. Espero que a gente esteja em um dia inspirado - relatou a jogadora de 26 anos, a primeira a vestir a camisa do Barcelona.

Andressa Alves com a camisa do Barça - Foto: reprodução Instagram Andressa Alves

Um dos destaques do Lyon atende pelo nome de Ada Hegerberg, atacante norueguesa de apenas 23 anos e que têm números marcantes na carreira: está próxima de anotar 300 gols como jogadora profissional e é a sexta maior artilheira da história da Champions feminina, com 41 gols, empatada com a companheira de time Eugénie Le Sommer, penta-campeã do torneio. Para completar a cereja no bolo, Hegerberg também conquistou a Bola de Ouro em 2018.

O técnico do time francês, Reynald Pedros, projeta a decisão na capital húngara e confia no elenco para a conquista de mais um título da Champions:

- As garotas sabem perfeitamente como se preparar para uma grande decisão e se ajustar conforme à ocasião no jogo. Acho importante também olhar para o time do Barça e pensarmos como elas irão jogar para que tenhamos as informações que nossas jogadoras precisam e depois é uma questão de nossas atletas se preocuparem consigo mesmas e trabalharem os pontos fortes para que possamos jogar o melhor possível na final - falou o treinador do time francês.

Ada Hegerberg em partida contra o PSG - Foto: reprodução Instagram Ada Hegerberg

Pelo lado do Barça, as estrelas são Toni Duggan, atacante inglesa de 27 anos que já marcou cinco gols na temporada atual da Champions e a zagueira Marta Torrejón, de 29 anos, jogadora com mais partidas na história da seleção espanhola com mais de 80 jogos e atual capitã da "Roja".

A bola rola no estádio do Ferencvaros, em Budapeste às 13h (horário de Brasília) e 18h no horário local. A arbitragem será comandada pela russa Anastasia Pustovoitova e as assistentes serão Ekaterina Kurochkina, também da Rússia e Petruta Iugulescu, da Romênia. Não haverá o uso do árbitro de vídeo, o VAR, na grande final da Champions feminina. 

Prováveis escalações

Lyon - Bouhaddi, Bronze, Renard, Bathy, Bacha; Marozsán, Henry, Majri; D. Cascarino, Le Sommer e Ada Hegerberg

Barcelona - Paños, Pereira, Torrejón, María León, Ouahabi; Losada, Hamraoui, Alexia, Mariona; Martens e Duggan

Compartilhe:


Card image cap
Tiê Leal
Repórter

Carioca e apaixonado por esporte desde o nascimento. Futebol e basquete sempre estiveram presentes na minha vida e procuro sempre informar de maneira precisa os fatos e a magia do esporte, como radialista ou repórter web. Gosto de times marcantes, que produzam um jogo envolvente e ofensivo, com muitas opções de jogadas. A intensidade do futebol inglês me impressionou nos últimos anos e o Liverpool de Klopp e o City de Guardiola são duas belas filosofias de jogo na minha visão.

INSTAGRAM (Siga-nos)

@sejacampeones