×
90 segundos de leitura

Lembra dele? Yoann Gourcuff, apontado como “novo Zidane”, está desempregado e vive no ostracismo

por Rodrigo


Postado em 18 July 2019 as 21:09 Horas



Na década passada, o meia Yoann Gourcuff foi apontado por muitos veículos como o “novo Zidane”, mas a carreira do jogador nunca foi brilhante, apesar de várias oportunidades. Revelado pelo Rennes, Gourcuff jogou no Milan na década passada, mas nem conseguiu ser um jogador para ser um apoio ao brasileiro Kaká na época e muito menos para ser o sucessor do ótimo Rui Costa.

 

No Bordeaux, em 2008, o meia teve uma retomada na carreira, sendo um dos destaques do time, que derrubou uma longa hegemonia do heptacampeão Lyon na temporada 2008/09. O futebol elegante do “Le Petit Zidane”, como era chamado, atraiu a atenção do Lyon, que o fez a maior contratação de sua história, desembolsando 23 milhões de euros naquela época. 

 

Porém, as lesões e as pressões externas sobre o garoto fizeram com que ele jamais se destacasse no futebol como todos gostariam, principalmente a imprensa francesa. Gourcuff jamais se firmou na Seleção da França, apesar de ter jogado a Copa de 2010. Foram 31 jogos e quatro gols do meia, que hoje está desempregado aos 33 anos e avalia proposta de times da terceira divisão francesa, segundo aponta o jornal “AS”. 

 

 

O último clube de Gourcuff foi o Dijon. Foto: Reprodução/Twitter.

 

Nos últimos anos, Gourcuff voltou ao Rennes, time que o revelou, mas nada de jogar um bom futebol. Foram três temporadas muito ruins, resultando na sua transferência para o modesto Dijon. Por lá, foram novas lesões e pouquíssimos jogos, que resultaram na sua rescisão de contrato em janeiro. 

 

Desde então, o meia vive no ostracismo, desempregado e alvo de notícias em jornais europeus destacando o fim melancólico de sua carreira, que tinha tudo para ser muito boa sendo o sucessor de Zinedine Zidane na Seleção Francesa. Ninguém sabe, mas Gourcuff é apenas um dos vários desperdícios de talentos do futebol francês ao analisarmos a última década. Outros nomes como Yann M’Vila, Ben Arfa, Marvin Martin e Julien Faubert, também estão ao lado de Gourcuff como jovens promissores, que não vingaram. 

 

 

Compartilhe: