×
90 segundos de leitura

Mariano usou a 7 de Cristiano Ronaldo e agora está encostado no Real Madrid

por Rodrigo


Postado em 20 August 2019 as 18:06 Horas



Mariano Díaz vive um momento delicado no Real Madrid. Contratado no começo da temporada passada junto ao Lyon por 21 milhões de euros, o atacante não vingou no clube espanhol e está praticamente encostado no elenco e nem mesmo tem recebido ofertas para ser negociado. A contratação do jogador partiu do então treinador na época Julen Lopetegui, mas Mariano pouco fez, assim como todo o time do Real na temporada passada. 

Aos 26 anos, Mariano chegou com pompa para ser um jogador bem utilizado no elenco. Logo que foi apresentado, ele assumiu a camisa 7 deixada pelo craque Cristiano Ronaldo, que tinha partido para a Juventus. Nem mesmo a camisa de CR7 ajudou o atacante. 

Agora, Mariano está fora dos planos do Real Madrid e não deve ser aproveitado por Zinedine Zidane nesta temporada. O elenco está repleto de atacantes, principalmente os jovens Rodrygo e Vinícius Júnior, além de Luka Jovic, que foi um alto investimento nesta janela. 

O jornal "AS" ainda chegou a destacar em sua publicação que o Real Madrid colocou Mariano no mercado para buscar um novo clube. No entanto, nenhum interessado se manifestou até o momento. O salário de 4 milhões de euros por ano pode ser um problema para atrair clubes. Mesmo assim, o jogador entendeu a necessidade de mudar de ares para ter chances de jogar. 

Mariano está avaliado em 20 milhões de euros. Esse é o valor que o Real pede para negociá-lo. Recentemente, Milan, Monaco e Roma apareceram como interessados, mas nenhuma oferta foi feita. Na Espanha, clubes como o Betis, Espanyol e Valencia também estariam de olho no jogador. 

A esperança do Real Madrid em negociar Mariano está nesta reta final de janela. Faltam 12 dias para o encerramento do mercado na Europa, e o clube espanhol tem como objetivo negociar Mariano, que foi curiosamente revelado pelo Real. 

Na temporada passada, Mariano disputou 19 jogos e marcou apenas quatro gols. Se não for vendido, a tendência é que o atacante fique encostado e até mesmo reforçar o time B do Real. 

Compartilhe: