NIKE promete uma 'revolução na aerodinâmica do futebol' com bola que levou oito anos para ser desenvolvida

A marca usou uma perna robótica para replicar 68 tipos diferentes de chutes

Após oito anos de testes e pesquisas em seu laboratório de inovação de equipamentos, a NIKE apresentou a "Flight Ball". 

A pelota possui uma tecnologia de "escorregamento aerodinâmico", a Nike AerowSculpt. O padrão de ranhuras e divisas promete reduzir a oscilação da trajetória da bola e criar voos mais consistentes.

Como não poderia ser diferente, a NIKE utilizou a percepção dos jogadores para criar versão final. A marca replicou vários de tipos de chutes com uma perna robótica e depois de analisar 68 interações diferentes desenhou o novo modelo que oferece um benefício mensurável de 30% na consistência do voo (frequência com que a bola toma certa direção quando chutada) em comparação com a bola da temporada 19/20.

A NIKE ouviu 800 atletas profissionais para receber feedbacks sobre o modelo da bola até encontrar o formato ideal. 

Outro detalhe importante da "Flight" é a costura. São 40% menos pontos de costura do que a Nike Merlin, usada desde 2018. Isso interfere melhorando o contato do pé do jogador com a bola. 

Ainda não houve confirmação oficial, mas é provável que esse novo modelo esteja presente em todos os campeonatos que possuem parceria com a Nike, como a Premier League, Serie A e até o Campeonato Brasileiro. 

A bola já está sendo vendida no exterior por 120 libras, algo em torno de R$800.